domingo, agosto 16

E nós - Postagem Temática

E tu, ainda nesse bar a essas horas, afoga tuas mágoas num copo de cachaça barata. Afoga tuas incertezas, teus medos e tuas inverdades; tu foges, como uma criança que ainda não aprendeu a encarar o escuro.
E agora, fazes da madrugada tua companhia para a bebedeira porque sabes que ela só vai embora quando o sol nascer e sabes também que ela não vai te calar, te acusar; mas a tua consciência já basta, não é? A culpa grita nos teus ouvidos e é por isso que tu ainda estás te entupindo dessa merda.
Só que a madrugada não está nem aí para os teus problemas e no fim ela só vai te entregar pro começo de um novo dia, sem se preocupar se tu vais chegar em casa ou não. E ela não vai deitar do teu lado e esperar que tu caias no sono, nem vai preparar um café forte pra tu te sentires melhor. E quando as saudades das nossas noites que viravam dia baterem na tua porta, tua vais estar sozinho; a madrugada não é nada além de um esconderijo, do breu que te acolhe, que te ampara.
E tu, ainda sentado à mesma mesa em que nós costumávamos afogar as nossas mágoas e resolver os nossos problemas, bebe cada gole dessa coisa amarga e fajuta procurando o mesmo gosto que ela tinha quando nós a bebíamos. Pedes para que as horas não passem para que ela não vá embora, também. Mas as horas passam, como sempre passaram, e no fim tu estás só novamente.

E eu, aqui, ainda te olhando, posso sentir o peso que a tua ausência descarrega sobre mim. Afogo-me nesse copo imundo, nesse corpo de ninguém. A madrugada chega e eu me acabo porque ela me diz que tu não estás aqui, e ela ri. Ri da minha cara, na minha frente; eu te fiz partir e te culpei pela minha instabilidade, por isso me desfaço na culpa que te assombra.
E agora eu me perco nesses braços que não são os teus, procurando o teu olhar nos olhos que não te pertencem. A madrugada chega e se vai, o sol nasce e se põe e ela chega de novo, para mim e para ti. A madrugada que te acompanha e que me tortura; que depois te abandona e me devora.



[sugestão de tema: sorriso]
http://blogsintonizados.blogspot.com/

2 pessoa(s) disse(ram) que:

Mila disse...

Gabi, nossa!
adorei esse post!lindo lindo lindo! =)
beijos.

qualquer menina disse...

"procurando o teu olhar nos olhos que não te pertencem"
soo soooo sad!!
mas, impossivel de nao se identificar..
quem nunca passou por uma madrugada dessas que beba o primeiro gole!
ótimo!

muahh!